Friday, April 08, 2011

... rir é o melhor remédio?

Nestes últimos dias, trago uma leve mas indelével cinzentez na alma. Evidentemente, não estou sozinha nesta tristeza miudinha. Por exemplo, ouvi algures na blogos, assim suspirado em inglês, "Poor ... tugal".
Temos que ensaiar umas risadas à custa da crise financeira e política, na tentativa de aliviar a alma. Eu própria arrisquei uma piadinha, quando desabafei com os meus amigos "Estou abatida. Leram a carta "Dear Portugal, this is Ireland here"? ... os irlandeses só não acertaram no dia, afinal foi numa 4a-feira e não num Domingo. E a cada página que abro, nesse vasto mundo da internet, vejo análises sobre uma possível reestruturação da dívida. Seria o cúmulo da vergonha ... mais vale empacotar o País, enviar Portugal num contentor no próximo navio de carga que saia para a América Latina ... podem colar-nos com cuspe ali ao ladinho da Argentina, por exemplo".
Houve uma tirada a que achei muita piada, apesar de não ser uma piada propriamente dita, "Financial Times sugere anexar Portugal ao Brasil - sugestão irónica do jornal de referência diz que o país perderia estatuto mas teria muito a ganhar". Eu cá concordo plenamente. Aliás, muito antes da demissão do inominável, escrevi um daqueles posts que nunca chega a ver a luz do dia, em que instigava os Portugueses a emigrarem en masse para o Brasil. Mas como não publiquei o post, não vale a pena agora elaborar na ideia. Adiante. Também me cruzei com esta, "Sócrates foi considerado o Sogro do Ano... deixou tudo à nora!". E "Síndrome de Estocolmo leva portugueses a defenderem de repente a continuidade de José Sócrates como primeiro-ministro". E também gostei muito desta sentença "tal vez no sea una buena idea tener un primer ministro llamado Sócrates cuando estás desesperadamente intentando convencer al mundo de que no eres Grecia".
Claro que não estou sozinha na vergonha, na tristeza, na revolta, na incredulidade, somos milhões de Portugueses com um buraquinho na alma ... e um buracão no orçamento. Nem quero pensar no que têm vindo a sofrer muitas famílias, em situações cada vez mais precárias! Como é que chegámos a este estado? Ai, Portugal, poortugal ...

4 Comments:

Anonymous Anonymous said...

... Não sei se chore ou se ria.

09 April, 2011 00:35  
Blogger Patti said...

Parabéns, adorei ler.

09 April, 2011 10:00  
Blogger Carlos Alberto said...

Eu mijei-me a rir... mas agora que cheguei ao fim acho que me vou derreter em choro.

19 April, 2011 02:00  
Blogger Sinapse said...

... mais vale rir!

22 April, 2011 15:00  

Post a comment

<< Home

Newer›  ‹Older