Wednesday, June 03, 2009

Portuguese Man o' War

Podia lançar-me a contar como foi maravilhoso o fim-de-semana nas Bermudas, que precedeu dois dias de reuniões. Sim, nas ilhas de praias paradisíacas também se trabalha. Mas em vez de vos torturar com descrições de praias e areias rosadas, e de mar azul turquesa, ou das passeatas e do bom tempo que fez ... vou falar de herança lusa e de alforrecas.
Nas Ilhas Bermudas reinam duas línguas, o inglês (língua oficial) e o português. Está lá, preto no branco, no World Factbook da CIA. De facto, há 160 anos que Portugueses oriundos dos Açores emigram para as Ilhas Bermudas. Antes disso, também por lá passaram muitas caravelas. Mas depois os ingleses instalaram-se e Sua Majestade reclamou a Bermuda como colónia. Ainda assim, vou ao multibanco para levantar Bermudian Dollars e o ecrã dá as boas vindas em inglês e em português. Não consigo evitar um sorrisinho patriótico. Depois entro num supermercado e compro Água do Luso, nem mais. Na praia, aprendo que não devo tocar numa espécie de alforreca - que não é alforreca - a que chamam Portuguese Man o' War. É atraente, em transparências violetas, com uns tentáculos longuíssimos e muito azuis. E o formato da sua bolsa flutuante lembra as caravelas redondas do século 16. Portuguese Man o' War. Algumas das praias estavam pejadas de Portuguese Man o' War infantes. O que me consola é que entrei no mar turquesa antes de saber da existência venenosa de tais criaturas!
* fotos by Sinapse

Labels: ,

6 Comments:

Blogger Filipa said...

em portugal também existem!! :)

03 June, 2009 10:43  
Blogger rafaela said...

Em Angola há imensas... em miúda fartei-me de ser "picada" por alforrecas mas nada assim tão venenoso obviamente =)

03 June, 2009 11:24  
Blogger Carlota said...

Gostei do sorrisinho patriótico. Há muito tempo que não faço um...

03 June, 2009 11:58  
Blogger Sinapse said...

Não sabia, Spring!
... quer dizer, já vi muitas alforrecas em Portugal ... mas nunca tinha reparado nestes lindos Portuguese Man o'War! ... na verdade, não são alforrecas ... são outro tipo de organismo ... também conhecidos como caravela-portuguesa ou ainda garrafa-azul ... e, pelo que nos diz a Wiki, it is found in open ocean in all of the world's warm water seas but most commonly in the tropical and subtropical regions of the Pacific and Indian oceans, and the northern Atlantic Gulf Stream. Lindos, sim ... mas a picada é terrivelmente dolorosa!


Hello, Rafaela! :)
... é que estas não são alforrecas ... são uma colónia de animais do grupo dos cnidários.
Eu exagerei naquilo do veneno ... nos seres humanos, a picada não é mortal ... é só mortalmente dolorosa! ;-)


Não acredito, Carlota! vou enviar por e-mail algo que poderá arrancar-te um ou dois esboços de sorrisos patrióticos, OK?


Beijos,
Sinapse

03 June, 2009 16:39  
Blogger António Conceição said...

Há uma história do Sherlock Holmes em que o célebre detective tem que investigar a morte de um estudante supostamente assassinado à beira-mar. O genial detective de Conan Doyle acaba por descobrir que ninguém matou o estudante. Ele foi apenas vítima do temível Portuguese Man o' War. Foi nessa história que descobri, há muitos anos esse bicharoco. O seu nome comum em português é, precisamente, caravela portuguesa.

03 June, 2009 19:29  
Blogger Ariadne said...

Deste-me material para um novo post... Topic: Australian Bluebottle Jellyfish.

04 June, 2009 16:05  

Post a comment

<< Home

Newer›  ‹Older