Thursday, May 07, 2009

Televisão Nostalgia

Lembro-me perfeitamente do momento em que a Rádio Nostalgia passou uma música que não correspondia à nostalgia emprestada com que eu sempre ouvia a programação. Nesse dia, nesse momento, a música que tocava na Rádio Nostalgia era uma música do meu passado. Não do passado dos meus Pais. Penso que foi nesse dia que pela primeira vez me saiu um suspiro de idade. Desde então, os suspiros surpreendem-me em momentos diferentes e representam uma consciencialização contrariada da idade que avança em mim. Não admira que tivesse suspirado ao descobrir o site que descrevo como Televisão Nostalgia.

Labels:

7 Comments:

Anonymous Anonymous said...

Que site genial!!!

Deixa lá isso da idade, que é defeito geral da humanidade,e vamos ver uma compilação anos 80.

07 May, 2009 02:43  
Blogger Inês said...

O que tu foste fazer!... Agora que é hora de ir dormir vou-me pôr a ver isto e quero ver quem é que acorda amanhã de manhã (e isto já me lembra de uma certa música das Doce...)
ai a minha vida! (Xutos?)

07 May, 2009 05:41  
Blogger Nelson Reprezas said...

1 - A expressão não tem nada de mais. Revela apenas um défice atrós de nível de debate, apesar de sabermos que Manuel Pinho é um tribuno medíocre e sem qualquer ... substrato, para usar a terminologia do Herman.

2 - Manuel Pinho é do Partido Socialista e era administrador bancário antes de ser chamado à política, para alívio de muitos gestores bancários.

3 - Manuel Pinho tem paulatinamente perdido qualquer credibilidade. Vai ler este post e tens aqui uma pequena amostra. Ou este. Ou, ainda, esteBeijinhos

07 May, 2009 18:59  
Blogger Nelson Reprezas said...

Este comment era o post debaixo. Desculpa

07 May, 2009 19:01  
Blogger Nelson Reprezas said...

E ainda:

«O ministro Manuel Pinho disse: "Paulo Rangel tem de comer muita papa Maizena." Desatou-se uma polémica sobre termos malcriados. Também me incomodam, mas só porque a má-criação foi pífia. Se era para beliscar Rangel - para isso servem os insultos - exigia--se qualidade. A Maizena sugere bebé - e é uma tolice insultar Rangel por aí. Se há coisa que o PSD anseie é por coisa nova. Viu-se, agora, no lançamento do livro de Rangel: ele é a contratação de quem o Benfica fala sempre no defeso. Com uma vantagem: ele ainda fará uma perninha no fim da época (eleições europeias) que, se correr bem, vai fazer dele o Messias do início da época (nas legislativas). Se Pinho tinha que insultar Rangel devia seguir a política inglesa, onde se insulta com classe. Recentemente, o jornal Times escreveu: "Na Grã-Bretanha temos uma orgulhosa história de políticos malcriados", e publicou um florilégio de insultos. Churchill era imbatível, mas o melhor é de um tal Lord St. John of Fawsley sobre a sr.ª Tatcher: "Quando ela fala sem pensar, ela diz aquilo que pensa." Isso, sim, são polémicas.»Pelo Ferreira Fernandes, no Diário de Notícias.

08 May, 2009 12:50  
Blogger Sinapse said...

Eu mantenho que ...
... eu cá não vejo mal nenhum no facto de adversários políticos se insultarem amenamente. O tal do Manuel Pinho quis depreciar o Rangel. E eu posso concordar ou não com a depreciação em si, mas o meu post não era sobre isso. Era sobre o sururu que se gerou à volta da forma como a depreciação foi feita ... o uso de uma espécie de metáfora metendo farinha Maizena. So what?
Se queres saber, cá entre nós, o meu post surgiu depois de ler este: http://risco-continuo.blogs.sapo.pt/241534.html

E, como disse, não tem nada nada nada que ver com cor política, até porque eu sou (muito) mais laranja que rosa ... ah pois é!

08 May, 2009 15:00  
Blogger Carlota said...

O site é muito interessante.
A ver, com calma.
:)

08 May, 2009 17:16  

Post a comment

<< Home

Newer›  ‹Older