Tuesday, June 13, 2006

a preto&branco

... no banco vermelho, sentou-se ... nas costas do banco, com os pés no assento ...
... circundava-a um silêncio em suspensão, ouvia-se apenas o chilrear de pássaros, uma ou outra estridência de pavão, e ao longe, muito ao longe, o zum-zum urbano dos carros a passar na ponte ...
... de frente, lá em baixo, o Douro em curva e a outra margem ...
... tentou que o vazio que trazia se esvaísse na paisagem, no calor do sol e nas suas sombras, no brilho das águas, no azul do céu ...
... sentia uma pesada tristeza, sem nome nem dono ...
... a melancolia encaixou nela como uma peça num puzzle ...
... tristeza, e o silêncio da solidão ... em prolongamento ...
... e assim se deixou estar, incapaz de mover-se, talvez abstraída de si mesma ou perdendo-se nas sombras de si ...
... tocou então o telefone, interrompendo o momento e o silêncio ...
... era a amiga com quem tinha combinado ir almoçar, que já estava à sua espera à porta do palácio ...
... desceu do banco vermelho, voltou as costas ao rio, e foi ...

8 Comments:

Blogger patchouly said...

Engraçado como as coisas são diferentes para toda a gente... acho que melancolia seria das últimas coisas que me assolariam nos jardins do pálácio...

...acho...

13 June, 2006 02:48  
Blogger Pitucha said...

Bonito Sinapse.
E depois há sempre um telefone para nos trazer à realidade.
Beijos

13 June, 2006 09:58  
Blogger Periférico said...

Os amigos também servem para isso... ;-)

Beijos

13 June, 2006 13:05  
Blogger Sinapse said...

Patchouly ... e se a melancolia já tivesse entrado no palácio contigo? ...
... de qualquer modo, não há explicação nem previsibilidade ... a contemplação do belo tanto pode acentuar como dissipar melancolias e tristezas ... neste caso, foi o telefone que veio estilhaçar o estado de alma a que me tinha (conscientemente, creio) rendido ...


Pitucha ... bonito o texto? ou bonito o momento? in any case, o ring-ring do telefone dissipou o sentimento que nem o passeio pelos jardins do palácio tinha conseguido afugentar ...


Periférico, podemos sempre ter o telefone em silêncio, para não interromper momentos de contemplação ... Mas, neste caso, a intrusão até veio a calhar!
:)

13 June, 2006 16:23  
Blogger Pitucha said...

Sinapse
Tou a ver que contigo tem que ser tudo muito explicadinho!
Bonito o texto. O momento? Não lhe chamaria bonito porque me parece que há muito de melancólico nele. mas, claro, feio também não é! (precisão não vá dar-se o cado de seres uma pessoa dicotómica, se não é bonito, logo é feio...)
Fui clara?
;-)
Beijos

13 June, 2006 18:00  
Blogger Sinapse said...

LOL! ... claríssissima (com mais íssimos do que os da praxe, para que fique bem claro que foste clara!) ;D ;D

13 June, 2006 18:12  
Blogger 125_azul said...

Que inspiração fantástica! Mesmo melancólica... Beijinhos, desjo que a comemoração de aniversário tenha sido maravilhosa. beijinhos

13 June, 2006 19:04  
Blogger Sinapse said...

Obrigada, Azulita! Beijinhos e :))

14 June, 2006 17:04  

Post a comment

<< Home

Newer›  ‹Older