Thursday, April 17, 2008

Boeing boeing boeing

Nem mais, Luna!
E não pensem que esta bandalheira aérea é recente e relacionada com a inspecção aos aviões da American Airlines. Os voos cancelados e os atrasos monumentais são o pão-nosso-de-cada-dia aqui por terras do Tio Sam.
Para além da desenfreada maximização do lucro e para lá da concorrência desalmada, os analistas apontam muitas outras razões para o estado das coisas. Nas frotas das companhias aéreas tem vindo a aumentar o número de aviões pequenos para satisfazer a necessidade do consumidor de ter opções de voos ao longo do dia. Gera-se um ciclo vicioso em que a multiplicação de pequenos aviões com capacidade para menos passageiros leva as companhias aéreas a aumentarem o número de voos diários para o mesmo destino. Outro aspecto a considerar é que as pessoas viajam cada vez mais, a mobilidade é fundamental - e por isso, na intensidade da batalha contra a concorrência, as companhias aéreas oferecem cada vez mais rotas para captar mais e mais segmentos de clientes. Também de notar a propagação de companhias aéreas de baixo custo - ou, como diríamos em português moderno, as low cost - que não têm capacidade (nem vocação) para aviões do tipo airbus, e investem em frotas de aviões pequenos - contribuindo assim para o atascamento do espaço aéreo. Além das companhias aéreas de baixo custo, temos também as companhias regionais - que duplicam ou triplicam as rotas, muitas delas já servidas por outras companhias.
O espaço aéreo americano está saturado. A rebentar pelas costuras. Foi aprovada a diminuição da distância de segurança entre aviões, para gerir (a falta de) espaço aéreo. Os principais aeroportos não dão conta do recado. Os voos cancelados e os muito frequentes atrasos são o reflexo dessa realidade.
Com partida de BXL, viajava quase todos os meses por motivos profissionais. Foram muitas horas de aeroporto, muitos voos para cá e para lá, muitas idas e vindas. Ia ao tecto de cada vez que um voo se atrasava 1 hora. Olhem, era porque não imaginava o que me esperava deste lado do Atlântico! No primeiro mês de viagens de trabalho, 3 dos 4 voos que fiz atrasaram entre 4 a 5 horas ... de Toronto para NY (4 horas), de Bermuda para NY (5 horas) e de Charlotte para NY (4 horas) ... Horas e horas passadas em aeroportos, depois de longos dias de reuniões, horas e horas à espera, sem explicações, sem garantias. E para quem tem medo de voar, não ajuda nada saber que o espaço aéreo está saturado, que a distância de segurança entre os aviões foi diminuída, que os sistemas informáticos dos aeroportos estão no limite de capacidade.
Quem diria, Luna, que um post teu sobre uma .ppt adiada inspiraria este solilóquio sobre o espaço aéreo americano?

7 Comments:

Blogger A. said...

E inacreditavel!

Quando vim de Miami, pela US, por um problema tecnico, o voo atrasou. Ora, deviamos fazer escala em Las Vegas as 11pm e dai vir para SF, chegando ca a 1am. Chegamos a Vegas as 4am, por nossa conta la arranjamos um hotel, porque nem isso nos davam, e marcaram-nos novo voo para as 9.30 am. Chegando ao hotel pelas 5, la dormimos 2 horinhas e fomos ate ao aeroporto, para descobrir que o nosso voo tinha sido cancelado de novo. O proximo seria a noite! Acabamos por ter de comprar um novo bilhete pela Southwest para conseguir vir as 12.30pm, porque senao por agora se calhar ainda la estavamos!

17 April, 2008 01:35  
Blogger 125_azul said...

Ah, queridas, às vezes até dá saudades da TAP...
Beijinhos e viagens mais felizes!

17 April, 2008 10:21  
Blogger Carlota said...

Que análise tão interessante!
Obrigada, Luna, por teres posto a Sinapse a escrever! :)

17 April, 2008 11:19  
Blogger MJ said...

Já tinha lido algures sobre esses atrasos, impressionante!

Quanto ao Xico escuro e João Pestana (Os Amigos do Sono) podes ouvir aqui: http://www.misteriojuvenil.com/piratas_momentomagico_ani2.htm

Beijinhos

17 April, 2008 16:18  
Blogger Pedro said...

saudades da TAP? lagarto lagarto lagarto...

a TAP na Europa atrasa e anula voos, como as outras companhias; um dia vou de TAP Lisboa-Bruxelas; o voo foi atrasado, 1 ou 2 horas; ok, no problemo; já no avião ouço um passageiro perguntar "a que horas lá chegamos?" e ouço um resposta que me parece tarde como o caraças... indago; conclusão:

- o voo TAP Lisboa-Bruxelas que tinha sido atrasado, afinal tinha sido convertido num voo Lisboa-Amsterdam-Bruxelas! e a maior parte dos passageiros, como eu, não deu conta de nada! sim, subimos para depois descer! e em Amsterdam tivemos que sair do avião, para esperar, para reentrar e ver os nossos lugares ocupados e termos que nos desembrulhar a arranjar lugares onde houvesse!

e chegámos a Bruxelas com um atraso mostro...

qdo faço Lisboa-Bruxelas divirto-me a ver o painel com os atrasos e cancelamentos da TAP... regulares; com a antiga Virgin raramente tive problemas (em 9 anos a viajar todas as semanas tive um voo atrasado e outro que já no ar teve que voltar para trás - caixa negra avariada; no resto atrasos ou mínimos ou inexistentes); hoje voo quinzenalmente na Brussels Airlines e tem sido razoável

nos USA, ao que sei, o problema dos atrasos tem mais a ver com a gestão do espaço aéreo do que propriamente com as companhias; e na Europa podemos agradecer à EUROCONTROL o belo serviço que faz porque é a eles que devemos a boa gestão do espaço aéreo; se a companhia de aviação perde o time slot, bom, aí são os passageiros dessa companhia que sofrem, mas no geral as companhias esgadanham-se para não perder o querido time slot porque lhes sai caro em espera e custos directos a espera de atribuição de um novo; e sem time slot não há descolagem para ninguém :-)

17 April, 2008 16:51  
Blogger Ariadne said...

Já contei a história de Amesterdao no sábado passado com a KLM. E a minha suposta perda de mala com a Groundforce portuguesa. A questao que se coloca será a que instancia poderemos recorrer no que toca a queixas? Tudo é arbitrário e anónimo, ninguém assume a responsabilidade. E nao é pelos vouchers que dao para uma sanduiche e um café que alguém alguma vez irá compensar o tempo perdido...

19 April, 2008 19:51  
Blogger Pitucha said...

Pronto, percebi tudo! Obrigada, Sinapse, pela luz que me deste: a TAP é americana...
Beijos

21 April, 2008 09:43  

Post a comment

<< Home

Newer›  ‹Older